16/04/2014

Livro: A Seleção (A Seleção Vol. 1)


Livro: A Seleção
Autor (a): Kiera Cass
Editora: Seguinte
Nº de páginas: 368
Ano de publicação: 2012

A Seleção foi um livro que me surpreendeu. Admito que estava meio enfadada e relutante em lê-lo devido a quantidade de comentários a respeito. Achei que seria apenas mais um livrinho bobinho que virou modinha devido a um romance água com açúcar. Estou feliz em admitir que estava redondamente enganada.
"- Bem, às vezes eu gostaria que os Dois tivessem alguma ideia de como é ser tratado como nós." (Pág. 95)
Dois? Como assim? Bom, o universo do livro é inusitado, mas não longe da realidade. Apesar de ser um futuro fictício, onde os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China (isso após a quarta guerra mundial), e após isso, ao recente reino de Illéa, um jovem país que possui uma sociedade dividida em castas. Por isso o dois na frase, nas castas os Um são a família real, os dois são ricos e aristocratas, e por aí vai descendo até os oito, que são muito pobres.
Nesse mundo de tantas diferenças sociais, o que dá esperança as jovens sonhadoras é a seleção, uma competição que reúne jovens entre dezesseis e vinte anos de todas as regiões. As 35 moças competem pelo príncipe, e a escolhida se casará com ele. Uma grande oportunidade de fugir da dura realidade e mergulhar em um mundo de glamour.

Contudo, nem todas as jovens de Illéa sonham com isso, America Singer, filha do meio em uma familia de cinco filhos, ela gosta de ser uma cinco, ela ama cantar e tocar e acima de tudo seu coração já pertence a uma pessoa. Uma paixão proibida por um seis, mas que ela sabe que arriscaria tudo por ele, Aspen. E justamente por causa dele que ela se inscreve na seleção. Claro, America nunca sonhou que seria a escolhida, então já da pra sacar que foi um tremendo choque quando ela foi anunciada como uma das participantes.
"Não queria ser da realeza. Não queria ser Um. Não queria nem tentar."
E assim América foi parar no Castelo. Já no primeiro dia ela sente o peso da pressão sobre ela, algumas selecionadas tentaram ser amigáveis, mas outras mostraram-se completas megeras. Então, ela surta, e surta legal, querendo ir para o jardim, os guardas tentam impedir e quando ela está quase desmaiando ela ouve alguém ordenar que deixassem. Ela sai, tropega e vê-se frente a frente com o Príncipe Maxon, só que ela grita com ele. Uma cena bem inusitada, admito.

Bom, eu me lembrei na hora de Jogos Vorazes. Não é igual, mas tipo, um pais dividido em castas, um reality show, uma heroína diferente do esperado. Eu realmente curti. Devorei o livro em uma noite e estou louca pela continuação! Uma leitura que recomendo com total certeza!


Por Milena Caldas


Um comentário:

  1. Comprei recentemente e estou louca para lê-lo também. Adorei sua resenha!

    Ela Escreveu ♣

    ResponderExcluir

Nos diga o que achou:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...